31 de janeiro de 2012

Todos temos dias ruins...

De antemão, desculpe por este post desabafo!

Estou CANSADO de aprender Francês!
Estou CANSADO de não poder aplicar logo pra esse processo!
Estou PUTO (com o perdão da palavra...) por estar exausto mentalmente para fazer qualquer coisa!
Estou numa MEGA chatisse na qual odeio estar.
Estou num momento PÉSSIMO no trabalho, apesar de muitos verem de outra forma.
Estou SÓ reclamações...

Eu sei que é chato abrir o jogo para quem não tem nada haver, e ainda mais no blog, mas tá complicado!

Parece que mesmo com todo o esforço, o negócio não quer acontecer. Sempre exijo demais de mim mesmo pra conquistar meus objetivos, e tem sido um momento TENSO durante os últimos meses, tudo em prol deste projeto.

É o aprendizado das línguas que parece não evoluir, mesmo de milhões de horas de aula (ok, exagero... mas muitas...). É o trabalho que não me motiva mais. São pessoas que não entendem meu momento de limitação, em todos os sentidos. São pessoas que só tentam me por pra baixo.

Não, não estou a reclamar da oportunidade de emigrar. Nem estou dizendo que toda essa jornada foi fácil pra alguém, mas que dá vontade de descer, dá! Estou numa pilha de nervos, uma situação que nunca me vi antes, e estou buscando ao máximo continuar no caminho, sem desvios.

--

OK, saindo do modo PILHA DE NERVOS...

Mesmo com essas limitações, cansaço e stress, vamos em frente...

Este mês, vou em busca a todo custo desse B1, pra tirar logo o TCFQ. O IELTS ainda não divulgou os resultados, creio que somente nessa sexta feira. Tirando a nota mínima necessária para a pontuação que vislumbrei (Moderate), não o farei novamente. São poucos pontos para se lutar desesperadamente como estou fazendo com o francês.

Se não rolar o B1, enfim... Não queria enviar o dossiê com A2, mas já estou no limite da espera para entrar nesse processo. Com o A2, fico com 1 ponto a mais que o mínimo necessário. Não dá mais para simplesmente acordar todo dia, com a idéia de que ainda vai levar algo entorno de 2 anos APÓS o dia que eu enviar a documentação, para poder seguir minha vida em frente. Afinal, já são 2 anos lutando por isso!

Desculpem mesmo aqueles que eu sempre acompanhei de perto, amigos blogueiros ou não e pessoas que nos apoiam. Gostaria muito de estar em contato com todos, mas no momento, não consigo. :(

Vamos à Fevereiro então... O derradeiro!

Até mais!

22 de janeiro de 2012

OK... IELTS realizado

Olá pessoal!

Bom, como alguns já sabem, realizamos o Speaking Test do IELTS na sexta-feira, e as demais avaliações no sábado.

O que posso dizer da prova é: CHATA, CANSATIVA, e de certa forma, INEFICAZ na parta de escuta.

Desculpe, vamos devagar então...

Antes de qualquer coisa, não darei um relato sobre como a prova é estruturada, e tudo mais, pois nossos amigos imigrantes da blogosfera já deram muitos relatos muito bacanas sobre isso.

Fiz um Speaking Test com o sentimento de "poderia ter feito melhor". De toda forma, espero aqui ter tirado nota suficiente para um High.

O Listening Test, eu parecia estudante de língua estrangeira no primeiro dia de aula, escutando uma entrevista em russo. Não que minha escuta esteja tão ruim assim, mas é aqui que entra o meu comentário sobre o IELTS ser, de certa forma, ineficaz.

Não sei qual o sentimento dos amigos blogueiros que fizeram a prova, mas nesta avaliação de Listening Test pelo menos eu achei SUPER bagunçado. Aqui você é avaliado sobre o quanto você sabe fazer a prova, e não sobre o quanto saber compreender o que foi dito. Você recebe uma lista de questões, recebe 1/5 do tempo necessário para ler as questões (mesmo somente passando o olho), e o listening das questões começa.

A idéia é pegar palavras soltas no meio da conversa, e completar os campos em branco. Você pode compreender todo o listening, saber explicar tudo o que aconteceu, inclusive dar detalhes sobre a conversa, mas não possui tempo o suficiente pra saber o que você precisa ao certo estar atento para inserir nas lacunas. Enfim, esta prova com certeza fui muito abaixo do que acredito saber da língua.

No Writing e Reading Tests eu acho que me saí bem. Utilizei bastante estruturas, idioms, variações de tempo no Writing, o que me rendeu o preenchimento das 4 páginas de escrita da prova. Observação aqui: Somente escrevi tanto, pois minha letra é enorme, e acabaria dando menos palavras do que o necessário os textos de 150 e 250 palavras, e por isso, eu seria penalizado. Escreva somente o necessário, ou poderá cometer mais erros por ter escrito mais!

No Reading, creio também tirar uma nota bacana, pois os textos estavam bem tranquilos. Fiz exatamente o que todos dizem pra fazer: parti direto para as questões, verifiquei o que se esperava obter de informação, voltei no texto, dei uma escaneada, achei a informação, li com atenção o trecho necessário, e informei a resposta correta. Acabou me sobrando ainda 10 minutos após terminar a prova, o que me serviu pra revisar algumas questões que tive certa dúvida, mas isso normalmente não é comum nas provas do IELTS. Pelo menos os relatos que tenho visto, o pessoal utiliza o tempo dado pra prova, sem dar tempo de revisar. Para aqueles que ainda vão fazer, não tome o meu caso como um exemplo.

Bom, fiquei chateado por causa do Listening, assim como uma boa parte do pessoal que realiza o exame. Espero, sinceramente, não ter que fazer outra prova somente por conta do Listening. Um Moderate já me garante a possibilidade de entrar no processo, e isso é tudo o que eu quero agora.

Agora é voltar todo o foco possível para o Francês, e o TCFQ. Para este, teremos maior tempo para nos prepararmos. Eu gostaria muito de conseguir um B1 neste exame, mas creio que acabarei por ficar no A2.

Enfim, vou parar de ficar tentando descobrir o futuro, e vou esperar pelos resultados, não é mesmo?

Obrigado pela torcida de todos para o IELTS, e torçam novamente para que consigamos um bom resultado no TCFQ!

Um abraço!

20 de janeiro de 2012

[OFF-TOPIC] Novo visual do blog

Passando rapidinho apenas para falar da atualização do visual do blog.

Anteriormente comentei que as páginas do blog estavam tendo problema ao exibir as informações de forma correta em tela, e isso impedia alguns leitores de ler nossas postagens.

Fiquei certo período com tempo curto para atualizá-lo, mas aqui está.

Uma atualização simples, apesar disto, espero que gostem!

4 hours left to IELTS (Interview)...

17 de janeiro de 2012

Passos tomados rumo as provas de proficiência

É isso meu povo!

Inscrições realizadas para o IELTS e TCFQ!

Já estamos aproveitando aquele cupom de desconto no curso intensivo na Cultura Francesa. O curso, para mim, tem sido mais uma revisão, pois não haveria turma fechada para o meu nível, e acabei por optar ficar em um nível inferior. Foi uma escolha acertada, pois assim, retomo algumas regras da língua antes esquecidas.

Além disto, estamos estudando fortemente para o IELTS utilizando os materiais do site IELTS Exam. A prova será aplicada no fim desta semana 

Estou aprendendo os macetes da prova, e tentando melhorar um pouco os pontos nos quais notei que terei problemas na vera. Até então, notei certa dificuldade para pegar nuâncias dos testes de leitura mais complexos. Infelizmente, tenho treinado a escuta somente escutando todos os dias podcasts nos quais geralmente escuto. A fala, também treinei pouco, com a Amanda.

A única coisa estranha é que a prova era oficialmente no dia 21, mas a prova de expressão oral foi antecipada para o dia 20 no meio da tarde. E eu, não faço nada da vida, né? rs..

No sábado, as outras três etapas da prova terão continuidade a partir das 13 horas.

O TCFQ será somente em Março (dia 5), e até lá, espero concluir este intensivo, e ainda pegar 1 mês de aulas particulares, também intensivas, pra ver se consigo obter pelo menos o B1 como resultado. Estou inseguro quanto a isto, mas estou na busca e nos esforços para conseguí-lo!

Wish me luck, et après, une bonne chance à nouveau! :-)

Abraços!

12 de janeiro de 2012

Viagem à Montréal: Usados

Mais um post sobre algumas percepções de nossa viagem à Montréal, hoje falando sobre Oportunidades.

Aqui é um ponto no qual me deixou bastante chateado com a atitude de alguns imigrantes. Não estou aqui para julgar ninguém, mas depois de ver o que vi, e que falarei hoje, entendo que os imigrantes podem chegar com o mínimo para se viver e não ter grandes problemas.

Quer ver porque?

Village des Valeurs
Já ouviu falar desta loja? Não? É uma loja basicamente de roupas, e ao mesmo tempo um centro de doações comunitário. Claro, tudo que é vendido nela é usado, mas nem tudo é usado como se vê no Brasil.

Nela, é possível encontrar os mais tipos e variações de roupas, mas também alguns aparatos para casa. Aqui, um homem que trabalha de terno e gravata, faz a festa, e mulheres também, com certeza. Ótimo local para imigrantes comprar ternos, blusas sociais e gravatas, por um preço que chega a ser engraçado de tão baixo. Imagine comprar um terno Armani por 15 dólares? Não, ele não possui qualquer sinal de uso, é praticamente novo como em uma loja da Armani. Imagine comprar 3 gravatas impecáveis por 5 dólares?

Até mesmo durante o inverno, você não precisa gastar rios e rios de dinheiro em casacos ultra potentes. Vá na Village des Valeurs, e encontre barganhas incríveis. De sobretudo a casacos de mais de 8 kilos, tudo à 10-25 dólares. Perfeito estado, pronto para uso.

Claro, nem tudo está novinho em folha, mas basta dar uma boa garimpada para encontrar oportunidades incríveis para enxer o armário nos primeiros meses de Canadá, sem gastar uma fortuna, que é algo que todos nós evitamos. Não é mesmo?

Aos que não gostam de coisas usadas. Abra sua mente, e faça uma visita à esta loja, e verá que não vai se arrepender.

Eletrônicos em geral
Que eletrônicos no Canadá é muito mais barato que no Brasil, isso é fácil saber. De toda forma, é possível conseguir estes eletrônicos ainda mais baratos, aproveitando pequenas facilidades das lojas.

Lembra-se que todas as lojas no Canadá dão o direito de devolução completa do dinheiro caso você não goste do produto por até 30 dias? Pois bem. E pra onde vão esses produtos devolvidos? Pra estante de produtos usados!

Produtos com pouco mais de 1 semana de uso são comumente vendidos pela metade do preço, ou até com um desconto ainda maior.

O casal de amigos que citamos no post sobre Casas, comprou um conjunto de lavadora e secadora de roupas. Uma delas, foi uma mega compra. Devido a uma ralada na pintura do produto, eles conseguiram comprar uma das duas peças pela metade do preço. E são lavadora e secadora de uma qualidade que dificilmente se vê no Brasil, e claro, por uma barganha completa.

Pra quem está chegando, e quer mobilhar a casa, a pesquisa vale muito a pena. Comprar produtos de segunda mão, ou aparentemente danificados, pode ser uma grande vantagem, mas novamente, saiba pesquisar bem e com calma!

Mude seu ponto de vista
Há um preconceito enorme no Brasil quando falamos em comprar produtos usados. Até entendo por um lado este preconceito, pois a maioria destes produtos aqui, são precários. Por outro lado, grande parte deste preconceito vem da questão do status. Não se pode comprar algo usado, pois isso fere o status e o orgulho das pessoas.

Infelizmente, pessoas assim, vão ter problemas no Canadá se não imigrarem cheias da grana.

É necessário mudar eu ponto de vista, saber aceitar que você precisará diminuir seu padrão de vida para ter qualidade de vida. Inclusive, há um ótimo post que fala sobre isso, e recomendo leitura!

Oportunidades há aos montes no Canadá, mas saiba descer de cima do pedestal, e ser humilde. :)

--

Mudei um pouco de assunto ao final deste post, pois é necessário que fique claro isto para aqueles que buscam por conforto e padrão de vida no Canadá.

Dadas as dicas, e minha opinião, deixo um abraço, e um até apróxima!

10 de janeiro de 2012

Viagem à Montréal: Casas

Olá pessoal!

Dando continuidade posts sobre a viagem, hoje irei falar sobre as Casas de Montréal.

Durante a viagem, tivemos o previlégio de visitar um casal de amigos que conhecemos ainda em Brasília, nos encontros de emigrantes que ocorrem, e pudemos ter um pouco de noção sobre como é o padrão de casas canadense.

Condos? Studios? O que é isso?

A casa deles, em específico, é um Condo, que nada mais é que uma casa ligada na outra. Assim, você divide parece com um vizinho.

No caso deles, a casa era de segundo andar, no primeiro andar mora o dono do Condo. Vale observar que, quem mora no térreo (primeiro andar), possui ainda um subsolo na casa, ou seja, é quase como morar em uma casa de dois andares, podendo separar a área de serviço no subsolo, e áreas de lazer e estar no térreo.

Comparações

Pessoalmente, eu achei a casa deste casal de amigos enorme! Possui 3 quartos, sala ampla, cozinha ampla e banheiro razoavelmente amplo. É uma casa fora do centro, porém a 3 minutos do metrô, e o ônibus passa quase que em frente de casa.
Por ser fora do centro, é mais barata. Não vou citar valores, pois não pedi permissão a eles pra informar tanto! Mas em uma comparação simples, é possível pagar 700-800 dólares em um Condo fora do centro, com 2 quartos, bastante amplo. Enquanto pelo mesmo valor, é possível alugar um Studio, com um quarto, que pode ser considerado algo um pouco maior que as kitnetes do Brasil, no centro de Montréal. É tudo uma questão de necessidade, e as vezes, pura escolha.

Dificuldades

A grande dificuldade em ambos os casos é para aqueles que possuem carro. Nenhum dos exemplos você possuirá uma vaga de estacionamento dentro do prédio/casa, e você terá que estacionar nas ruas próximas a sua casa. O ruim disto é que, dependendo da época, é proibido estacionar em dados locais, ou até mesmo proibido estacionar em determinados horários (no caso do inverno, para remoção da neve), o que pode ser um pouco incômodo e trabalhoso ter carro.

Além disto, alguns de nós estamos cansados de saber (ou ler em blogs) que as casas de lá não possuem, por exemplo, ralos nos banheiros, ralos na cozinha, tanque para lavar roupa, etc. Nos mercados, também não se vende pano de chão, sendo necessário importar do Brasil, rs.. Brincadeiras a parte, de fato não há panos de chão, e temos que nos adequar a maneira de vida em uma casa fora dos moldes brasileiros. O negócio é aprender a lidar com o esfregão, utilizar meios de limpeza seca, e os produtos mega-ultra-fortes de limpeza. Tudo uma questão de readequação.

Coisas engraçadas
Não é padrão das casas canadenses possuir bocais para lâmpadas no teto. Geralmente, conta-se com um abajour nos cantos dos cômodos, e em algumas vezes, na parede dos cômodos. Nada de iluminação uniforme. rs..

Há ainda a questão das paredes de papel. Achei exageiro ler tanto sobre isso, mas é pura verdade. As paredes da casa são, basicamente, uma mistura de papel com gesso, e em alguns casos, madeira e isopor. Tudo visando isolamento térmico no inverno. Claro, é tudo altamente inflamável, e por isso, todos os cantos da casa possui um dispositivo de alarme para incêndios. A parede é, apesar de tudo, resistente para segurar até mesmo uma TV grande com suportes de ferro, porém maleáveis o bastante para enfiar um cabo de vassoura dentro da parede, caso você esbarre nela com um pouco mais de força. rs.. Isso é verídico, e aconteceu com esse nosso casal de amigos. rs..

--
Bom, acho que falei bastante!

Espero que este post dê pra mostrar um pouco sobre o que é a casa canadense, e as principais diferenças entre a moradia brasileira e a dos iglus. :)

Abraços, e até a próxima.

6 de janeiro de 2012

O Brasileiro e seu PADRÃO de Vida

Olá pessoal!

Escrevi um artigo sobre a visão brasileira sobre Padrão de Vida, e gostaria de compartilhar um pouquinho disto com vocês.

A verdade é que no Brasil, temos facilidades até demais, o que nos leva ao conformismo e falsa segurança. E claro, isto gera muitos outros efeitos colaterais, nos quais nos acostumamos em conviver, e acabamos assumindo uma vida muito diferente daquela que buscavamos, tudo em busca do sonhado "Padrão de Vida".

Acabamos por dar mais importância ao dinheiro, do que qualquer outra coisa, e as vezes, nem é exatamente isso que sonhavamos em ter.

Bom, não vou muito longe hoje, apenas deixo o link abaixo para o artigo completo, caso queiram realizar toda a leitura sobre este assunto.


Um abraço, e até a próxima!

5 de janeiro de 2012

E dalhe dinheiro...

As mudanças do processo não pararam somente nas provas de proficiência em Francês e Inglês.

Para os que ainda não acompanharam, mudanças vieram também para as taxas de entrada no processo, e também para as documentações enviadas para a parte federal do processo, que agora deverá ter tradução juramentada.

O que me assusta é ver gente gastando até 7 mil reais para traduzir a documentação, sem contar com os valores que já gastamos comumente quando buscamos a emigração, como cursos de línguas (nada baratos), sedex pra lá e pra cá, passagens aéreas, e dalhe dinheiro...

O Wellington, do blog Well & Suzel, citou algo interessante. Será que o processo de imigração está fechando as portas para aqueles que possuem um poder aquisitivo menor? Afinal, não é brincadeira gastar por volta de 20 mil reais, ou mais, desde quando se tem a idéia de imigrar, até os vistos. Isto sem contar com o pé de meia que devemos ter para nos manter nos primeiros meses de Canadá, sem trabalho.

A imigração, de fato, está se tornando algo caro e mais dispendioso. Será que há um motivo por trás disso, exceto "cortes de gastos" para a imigração canadense?

Vai saber... O jeito é correr contra o tempo, antes que nos tirem mais dinheiro! :(

Abraços!

4 de janeiro de 2012

Próximas datas TCFQ e IELTS - Brasília

Olá pessoal!

Como combinado, voltei apenas para alertá-los das datas para realização dos exames TCFQ, para francês, e IELTS, para inglês, em Brasília.

O TCFQ terá suas inscrições abertas entre os dias 16 e 26 de Janeiro, e a prova será realizada no dia 5 de Março. As inscrições e a prova devem ser realizadas na Aliança Francesa da Asa Sul. O horário de realização da prova será pela manhã, a ser confirmado com exatidão no momento da inscrição.

Já o IELTS, a prova será mais encima da hora. As inscrições já estão abertas, e permanecerão até o dia 11 de Janeiro. A prova deverá ser realizada no dia 21 de Janeiro, na Cultura Inglesa da Asa Sul. O horário de realização ainda não confirmado.

Lembrando que estas provas são as mais próximas disponíveis para realização, porém há outras posteriores, com outras datas de inscrição e realização.

Não sei quanto tempo leva para o resultado de ambas as provas para estarem prontos, e também não sei se eles chegam por Correios, ou se chegam pelas instituições que aplicam os testes. Isto eu irei verificar, e trago esta informação pra vocês.

Para preparação do IELTS, estamos utilizando o IELTS Exams, que até então tem se mostrado bem bacana., simulando bem o que o pessoal tem dado como relato sobre a prova Ainda não verifiquei se ele possui algum exercício de escuta. Se não houver, pesquiso outra fonte de estudo, e volto a indicar por aqui.
Quanto ao TCFQ, a RFI e a TV5 possuem alguns simulados e exercícios para se preparar para o TCF. Como precisamos fazer somente a Compreensão Oral e Expressão Oral, não é necessário estudar todos os exercícios, somente o necessário.

No mais, faremos estes dois testes, e fica a dica para todos aqueles que também precisam fazê-los para, enfim, dar início ao processo.

Sucesso à todos!

3 de janeiro de 2012

E 2011, como foi?


Ano passado fiz um post como este, e esse ano volto a relatar alguns de nossos passos para o ano que passou, rumo a emigração.

Esse ano pode ser facilmente descrito por uma palavra: PESADO!

Se em 2010 conquistamos muito pessoalmente e profissionalmente, pensando em nossa emigração, 2011 foi o ano no qual nunca conquistamos tanto, e também nunca ralamos tanto!

O francês continuou firme e forte no primeiro semestre do ano, dando uma esfriada, no segundo semestre por não encontrar uma escola bacana para estudar a língua. Já o inglês, foi o inverso, onde no primeiro semestre quase não foquei nele, mas no segundo, pude concluir um curso intensivo no qual fiquei muito contente de realizar, pois aprimorei monstruosamente nesta língua.

Terminei minha pós-graduação, ralei pra danar no trabalho, me possibilitando juntar mais um pézinho de meia rumo ao Canadá. Ralei, ralei, ralei!

Aproveitamos sensacionais 16 dias em Montréal no fim do ano, o que nos gerou a completa certeza de ir embora de vez, e certa repulsa por situações cotidianas nas quais vivemos por aqui, ainda no Brasil.

A Amanda, caminha rumo à estabilidade dada para servidores públicos, e também transferiu-se para uma universidade federal, o que possibilita a ela um melhor reconhecimento no Canadá, e também a possibilidade de transferir o último ano de curso para estudar por lá. Quem mandou eu não ser nerd e tirar só notão, que nem ela?

Ela seguiu, também, forte no francês até o fim do ano, e até compreendeu mais do que eu os quebecas na viagem a Montréal. O inglês infelizmente ficou parado, mas estou pegando no pé dela e fazendo ela estudar durante janeiro, para que possamos aplicar para o IELTS no dia 21/1.

Além disto, conquistamos muitas metas nas quais achávamos que não seriamos capazes devido a extrema carga de cansaço e estress na qual estavamos.

Repito tanto essa questão do cansaço, pois gente, não é fácil MESMO! Cursos de duas línguas todos os dias, trabalho o dia todo, e 4 horas de sono, é de matar qualquer cidadão, e deixar qualquer um em uma pilha extrema de nervos. Vontade de desistir é o que não falta, mas a vontade de conquistar este sonho, é ainda maior!

Hoje sabemos claramente que tudo isso valerá a pena, com toda a certeza!

2012 será o que 2011 foi para nosso casal de amigos, Lídia e Rafael. Um ano de incertezas, e desafios, mas que estaremos de pé, prontos para enfrentar todos os percalços necessários para chegarmos onde desejamos. E este ano, vamos até o fim para por a mão neste bendito CSQ, com ou sem entrevista! rs..

Um abraço à todos!

2 de janeiro de 2012

E o desespero aumenta... TCFQ / IELTS

Olá pessoal!

Antes de qualquer coisa, feliz ano novo à todos!

Como todos sabem, fomos pegos pela mudança no processo, e agora teremos que comprovar nossa proficiência em francês e inglês à partir da realização dos exames TCFQ e IELTS, respectivamente.

Confesso que estou uma pilha de nervos, louco pra fazer logo esses testes. Não passei por isso ainda, mas creio que a demora do processo não é nada comparado com o período fora dele, sem poder enviar o dossiê. Ficarei imensamente feliz quando, finalmente, enviar a documentação e receber os débitos no cartão de crédito.

Todos que já passaram por isso, sabem como é difícil. Estudar duas línguas ao mesmo tempo, de forma intensiva,  trabalhar o dia todo e ainda juntar dinheiro para ir, é TRISTE! Mesmo após a viagem, a cabeça ainda está a mil, pensando em tirar notas boas nos exames de proficiência, e enviar logo esse dossiê...

Só assim poderei dar uma respirada novamente, e preparar para as próximas fases.

Como não temos uma saída, vamos aos testes então.

Liguei ainda em Dezembro para a AF Brasília para ter noção das datas do TCFQ, e eles estavam de recesso. Esperei até hoje para obter esta informação, liguei novamente, e informaram que ainda não possuem esta informação, pois a funcionária que cuida disto está de férias. Aí o desespero só aumenta né?

Pra acalmar um pouco esta ansiedade toda, dei uma olhadinha no site da AF de São Paulo, pra ter noção de quantas vezes no ano a prova é aplicada, e quando. Parece que a prova mais próxima é aplicada em Março, e a segunda em Abril. Se for basicamente o mesmo calendário para a AF Brasília, provavelmente iremos aplicar para a prova de Março.

Optamos por fazer a primeira prova possível do TCFQ, pois agora em Janeiro iremos fazer um curso intensivo na Cultura Francesa, e se formar turma, outro em Fevereiro na AF. Se não formar turma, creio que optaremos pela Natural Language, para focar na conversação. Tendo uma prova em Março, já nos adianta bastante, pois é sair do curso e fazer a prova com a cabeça bem cheia de francês.

As opções para francês em Brasília são muito complicadas e escassas. Por isso, se souberem de algum professor particular bacana, ou mesmo um curso bacana, nos indiquem!

Como se não bastasse isso, temos também o IELTS...

Após avaliarmos a nossa situação, e verificarmos as datas do IELTS, acabamos por nos inscrever para a prova que irá ocorrer no dia 21/01/11. Está bem encima sim, mas acredito que podemos tirar uma nota bacana.

Acabei de terminar o curso de inglês, viajamos pro Canadá, então creio que a cabeça ainda está fresquinha com a língua.

Iremos estudar por conta própria, em simulados disponíveis na internet (inclusive alguns deles na barra à direita do blog, na categoria "Inglês").

Se tudo der certo, novamente, creio que conseguiremos enviar o dossiê em Abril .

Aja coração... rs..

Assim que obter as datas do TCFQ, volto para avisar! No mais, aproveitem o IELTS de Janeiro!

Abraços!

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.