30 de abril de 2011

Muitos quilos a menos

Olá!

Apesar do imenso trabalho que tenho pela frente ainda, hoje, especificamente hoje, estou imensamente mais leve. rs.. Esta semana foi uma típica semana em que o tempo passa ao mesmo tempo rápido e devagar. Pra começar, tive a finalização da última matéria da pós, entrega e discussão do pré-projeto da pós, prova de 3 dossiês (quem conhece sabe) inteiros do livro mais difícil do método da AF (Alter Ego 2: metade dos tempos verbais do francês eu estudei em 2 meses, cruzes...), o trabalho esta semana não deu trégua, 2 dias de congresso/simpósio relacionado à SOA e Cloud Computing (quarta e quinta-feira) e pra finalizar com chave de ouro, 3 provas do intensivo de inglês, que pra variar também era o livro mais pedreira do método Brasas. 

Pessoal, aproveito para sinalizar novamente o seguinte... NÃO façam 2 cursos de línguas de forma intensiva ao mesmo tempo se não for estritamente NECESSÁRIO. É difícil cruel conseguir conciliar tudo, aprender realmente, e o mais complicado, é manter-se motivado 100% do tempo, ou pelo menos tempo o bastante pra passar por tudo. Então, pra quem está pensando em fazer algo semelhante, vejam se não é possível ir com calma!

Não preciso nem dizer que domingo passado eu estava com a cabeça já a mil. Foi uma semana que estive quase como um robô, mas depois que passa, ficamos felizes por conseguir finalizar bem tantas etapas. Cada vez que há um avanço, em todos os aspectos que citei no parágrafo anterior, fico realmente mais feliz, e sei que em breve estaremos enfim enviando nosso DCS. Quando isto for realmente possível, aí serão muitas toneladas a menos. rs..

Longe de mim dizer que o processo e toda a saga da documentação seja o mais difícil, sabemos que não, mas sabemos que podemos pegar mais leve depois que temos a certeza nas mãos (CSQ). Então até lá, iremos com certeza passar por semanas assim, e não me arrependo. Me espanto como podemos crescer, pessoalmente ou profissionalmente, quando temos uma meta ousada como é emigrar num tempo relativamente pequeno, visto que é algo pra vida toda (pelo menos é o que se espera).

Claro, não devo deixar de lembrar, nossos amigos Vivi e Dani e Lígia e Rafael enviaram seus dossiês este mês de Abril, e deixo aqui meus votos de total sucesso em todas as fases de vocês, porém, paciência amigos! rs.. Desejo sucesso também aos demais que já estão na fila do processo, e viram que este mês a coisa andou!

Abraços!

13 de abril de 2011

Cliché - France

Vídeo jogo rápido para rir um pouco e treinar o francês depois de um post pesado. :)

9 de abril de 2011

Sou covarde, SIM! E você?

Post indignação, fique à vontade para pular a leitura, pois será pesada.

Pois bem. Vejo MUITO comentário de gente que não apoia a emigração, e incitam o seguinte: "Fugir dos problemas do Brasil não irá resolver nada. Você terá os mesmos problemas lá fora e será um covarde por não lutar pela melhora do seu país.".

Primeiro, não sou e NUNCA serei patriota, por "n" motivos. Falando em patriotismo, é bonito ver pessoas com palavras bonitas e a boca cheia pra falar do lindo Brasil que ostentam, mas na hora de lutar realmente por alguma coisa, reclama dos problemas e espera a solução nascer no quintal. Quem sabe nasce né? 

Segundo, lutar pela melhora é diferente de se sujeitar a esperar que um héroi nacional apareça e resolva todos os problemas da podridão em vários setores do Brasil. Por que eu falo isso? Qual a porcentagem de pessoas que são REALMENTE engajadas em mudar alguma coisa para melhorar O CONJUNTO e não o INDIVIDUAL? Há sim quem queira mudar, mas estes são uma minoria (pra não dizer 0,01%) que nunca terão voz.

Fato é que o "Rio de Janeiro continua lindo", o "jeitinho brasileiro" está aí, e não vai mudar. Os poucos que realmente teriam forças e esperanças de mudar, se sujeitam a emigrar, e evoluir um país que não é seu, mas que lhe acolhe com o mínimo de respeito.

Se fugir é a palavra certa no lugar de emigrar, eu não sei. Se iremos deixar de ter os mesmos problemas que temos aqui, alguns deles, sim, talvez. Alguns serão minimizados, mas todos, jamais. Não iremos morar no país das maravilhas, mas se souberem como chegar lá, me avisem que aplico para meu visto de residente DEFINITIVO hoje!

7 de abril de 2011

Custo de vida Brasília x Montréal

Replicando a idéia de um post já replicado (rs...) no blog Cãonadablog, fiz uma análise dentro das nossas realidades. Afinal, somos de Brasília e queremos ir para Montréal.

Desculpem voltar a fazer comparações, mas em alguns casos é inevitável... Utilizei os dados originais do Numbeo, porém não mantive a alteração cambial, pois isso não faz sentido para quem imigra e irá trabalhar para ganhar em dólar. Assim sendo, o gráfico está basicamente, 1 para 1. Claro que alguns valores não estão tão exatos assim, mas já dá pra ter uma noção. Grifei alguns pontos em vermelho para que percebam pequenas discrepâncias...

Informações como gasolina, m² de imóveis no centro e redondezas e preço de automóvel, me fizeram rir sozinho da própria desgraça. rs... Sem comentar, claro, o álcool que está 2,90 (e a gasolina 2,87). :)

Vejam:


Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.