29 de fevereiro de 2012

Menos de uma semana para TCFQ e dicas

Olá pessoal!

Sei que alguns já estão cansados de tanto post sobre francês/inglês e provas de proficiências. Eu sei. Eu também estou bem cansado disso tudo.

De toda forma, faltando aí pouco menos de 1 semana até o dia do TCFQ, gostaria de deixar algumas dicas para nossos companheiros desta jornada.

Há alguns dias, o Daniel, do Érable Carioca, deixou uma dica bastante interessante sobre os tipos de questões realizadas na entrevista da prova do TCFQ. Vale, com toda a certeza conferir e treinar.

Como não posso deixar de mencionar, o também Daniel, do OsCunha, deixou mais algumas dicas de fontes de estudo e simulações da prova de compreensão oral.

E por fim, como já citei algumas vezes, tenho utilizado fortemente também o material do TCF disponível no site da TV5.

--

Sabendo disto, entrei em contato com a AF de Brasília para ter maiores datalhes sobre a prova, e é importante sabermos que:
  • A prova do dia 5 de Março de 2012 começará às 9 da manhã (horário para aqueles que irão realizar a prova em Brasília - confirme o horário caso vá fazer em outra filial!);
  • Os candidatos deverão estar presentes no mínimo 15 minutos antes da prova para verificação de documentos;
  • Sugere-se levar não somente CNH, mas também RG originais;
  • A prova de compreensão oral é a primeira a ser realizada. Baseada em uma gravação sem pausa e sem repetições, esta é composta por 30 questões, e tem a duração média de 30 minutos. Cada questão possui respostas de A à D, se perder ou não souber alguma questão, arrisque. Você não perderá ponto. Vale citar também que as respostas deverão ser marcadas diretamente em gabarito, pois não há tempo adicional para passar respostas do caderno de questões para o gabarito ao fim da prova;
    • As questões aqui, ao meu ver, parecem ser bem tranquilas, mesmo em níveis mais altos. Digo isto com base nas simulações que tenho feito.
    • Há questões onde você deve relacionar a imagem ao que está sendo dito. Há questões onde haverá um audio preliminar, e outro para relacionar as respostas. Há questões onde haverá um audio preliminar, e informações escritas nas alternativas de A à D para relacionar a resposta ao audio. Sugiro realizar, ao mínimo, o simulado do material do TCF disponível no site da TV5 para se ter uma melhor noção do que estou a dizer.
  • A prova de expressão oral é a segunda e última a ser realizada (somente para aqueles que farão o TCFQ, e não o TCF), porém não é exatamente realizada imediatamente após o termino da primeira avaliação. Os candidados (do TCFQ e TCF) serão solicitados em ordem alfabética para realizar a prova. Sendo assim, poderá haver um período de espera entre o período do fim da compreensão oral (em torno de 9:30 da manhã) até o horário máximo de aplicação da prova (meio dia).
    • No caso da expressão oral, a prova se limita apenas na realização de 1 pergunta por nível de proficiência, ou seja, 1 pergunta para o nível A1, 1 pergunta para o nível A2, 1 pergunta para o nível B1, e assim sucessivamente. Claro, os níveis da pergunta, e a expectativa de desenvolvimento e completude da resposta deverão ser, a cada nível, mais aprimoradas e complexas (sugiro fortemente verificar o post do Daniel, do Érable Carioca neste caso). Assim que o examinador indentificar que não é possível dar sequência no exame por falta de compreensão do candidato ou por baixo nível de detalhe da resposta, este irá finalizar o teste oral.
 E bom, creio ser tudo!

Desejo sucesso à todos, e foquem-se até lá!

Abraços.

Mais dicas para o TCF: TCFQ: 7 Dicas e Informações úteis

9 de fevereiro de 2012

Reportagem que Preocupa

Olá pessoal!

Há pouco li um artigo da família Schultz, que referencia um outro artigo do jornal Argent sobre uma pesquisa realizada nas principais provincias. Esta pesquisa visava entender um pouco sobre à quantas anda a economia de cada uma destas províncias, e como seus habitantes vêem isto.

Em resumo geral, o Québec está bastante atrás das demais províncias, ainda não é a última, mas a tendência já garante o último lugar para os quebecois. Isto quer dizer, também de forma bem simples, que o Québec está em rumo de ser a província mais pobre do Canadá.

Entre alguns pontos, estão:
  • Os quebecois trabalham menos horas que o restante do Canadá;
  • Possuem menor formação acadêmica;
  • Por consequência, geram menos renda que os demais canadenses;
  • Se aposentam mais cedo;
  • A taxa de desemprego também é elevada.
Mesmo restando ainda muito tempo até irmos em definitivo, isto é uma notícia que preocupa até mesmo aqueles que ainda estão com o projeto de emigração em curto e longo prazos.

Alguns brasileiros, como a própria família Schultz já cogitam deixar o Québec, e passar para a parte inglesa.


Vocês tem acompanhado essa realidade? É uma preocupação desnecessária, ou a coisa tá feia mesmo? Tenho visto inclusive muitos brasileiros mencionando que a situação está muito melhor no Brasil, que no Québec. Estão sabendo de algo neste sentido?

3 de fevereiro de 2012

13 dias após: IELTS Results

Olá pessoal!

Exatos 13 dias após a aplicação do IELTS, os resultados sairam, e...

Tive o resultado no qual eu já esperava para o processo: Moderate.

Os resultados, exatamente, foram:

Listening:    6.0 (Moderate)
Reading:    7.0 (High)
Writing:    6.0 (Moderate)
Speaking:    6.0 (Moderate)
Overall Band:    6.5 (Moderate)

Como anteriormente citei, não fui muito com a cara dessa prova. Muita gente com muito menos inglês, mas com um bom preparatório na prova, conquista facilmente um High. Lógico que não quero enaltecer meu nível de inglês, preciso melhorá-lo muito ainda, mas o que importa é que a nota que eu precisava saiu!

Com este resultado, conquisto 4 pontos de 6, segundo o item "3.3.4.2 Critère 4.2 : Anglais" do "Guide Des Procédures D’Immigration". Poderia até buscar fazer uma nova prova, e tentar um High, mas é um gasto muito alto para obter 2 pontos.

Para os que gostariam de saber, estudei para o IELTS sozinho, em 2 semanas, utilizando este e este materiais. Pouco mais de 1 mês antes disso, concluí um curso de inglês intensivo que comecei em Junho de 2011.

O foco e esforços máximos agora estão voltados para o francês.

Atualmente, já tenho feito 15 horas de francês por semana, e semana que vem, passarei para 20 horas. A Amanda também irá sair de 10 para 15 horas na semana que vem.

Temos escutado podcasts em francês (da França e do Québec) no carro todos os dias, lido muitos textos em francês, além das horas de estudo nos cursos e aulas particulares.

Estamos confiantes de obter, pelo menos, a nota mínima exigida para o nosso dossiê: A2 para ambos. De toda forma, todo este nosso esforço está voltado para a conquista do B1. Se conseguirmos o A2, provavelmente ainda iremos para entrevista. Se conseguirmos B1, provavelmente receberemos o CSQ em casa.

Em exato 1 mês faremos o TCFQ, e após isto, aja coração até o resultado das provas sairem 15 dias depois.

Fevereiro é o mês derradeiro para o francês, espero que Março seja o mês do alívio, e do tão esperado débito no cartão!

Vamos conquistar este objetivo?! A todo custo, SIM!

Abraços!

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.