26 de novembro de 2010

Eu vou sair, você fecha a porta?

Olá!

Estou em débito com vocês quanto a série de dicas de trabalho no Canadá, mas este post não irei falar disto. Prometo em breve dar continuidade.

Pois bem. Assisti a um curta metragem que encontrei no blog Eu no Québec que se chama "O último que sair fecha a porta". Trata-se de um retrato de alguns pretendentes a imigração pelo Québec, e inclusive mostra duas realidades bem contrastadas.

Uma delas a história de um casal que, possui uma situação razoável no Brasil, e que conheceram outro casal com uma situação ainda melhor no Brasil. Todos já em processo de imigração. E do outro lado temos a história de uma mulher que tem o mesmo sonho de imigração, porém vem de uma realidade bem mais simples, com maiores dificuldades. Por favor, vejam que não estou minimizando ninguém, pelo contrário, admirei muito a história de cada um contada no filme.

A mulher do segundo casal que citei diz que possui um ótimo cargo, em uma empresa "dos sonhos", ganha bem, tem grandes possibilidades, e tudo isso numa idade bem jovem, e seu marido também está em uma situação bem vantajosa no Brasil, e então ela cita os questionamentos dos pais: "Pra que vocês irão fazer isso?", "Vocês estão bem aqui." e citam todas as conquistas do casal. Após isto, ela mesma se questiona: "Será que minha ida ao Québec não é uma forma de fugir e ser covarde ao enfrentar os problemas no Brasil?". Ela mesma responde: "Talvez seja, mas é a única forma de protestarmos e mostrarmos que é basicamente isso: O último que sair fecha a porta".

E me vi muito nesta situação. Sou realmente bem jovem, possuo um emprego maravilhoso, em uma empresa igualmente maravilhosa, sou rodeado de pessoas muito competentes que me fizeram crescer de forma a perder de vista, tenho possibilidades de estudar, morar em casa própria, quitar meu carro... Pra que emigrar pro Canadá? Vou largar toda essa minha oportunidade de construir uma boa vida aqui por algo incerto? E se não der certo? Terei de começar tudo novamente no Brasil?

O fato é que fico muito triste de ter que deixar algumas coisas pra trás, entre elas oportunidades tão grandiosas, mas infelizmente não há o que possamos fazer, mesmo que unidos, pra resolver problemas que já são parte da cultura brasileira. Ou "nos acovardamos" e fugimos pro Canadá, ou sentamos e engolimos os problemas que temos no Brasil.

Prefiro arriscar. Irei perder minha oportunidade no Brasil, e tentar uma vida mais dentro do que entendo como viver.

Triste é que grande parte destes emigrantes, possuem uma capacidade enorme! São pessoas que só por conseguirem emigrar já mostram seu potencial, e mesmo assim serão utilizadas lá fora, e não no seu país de origem, pois o mesmo nem se importa se você está indo embora ou não. Não faz diferença, sempre haverá alguém pra continuar pagando pra ver.

Por isso e por muitas outras coisas sou a favor do "O último que sair fecha a porta"...

Abraços.

19 de novembro de 2010

Perguntas feitas por mim na palestra de Québec II

Olá, olá!

Post rápido apenas para deixar algumas perguntas e respostas que realizei e obtive, respectivamente, na palestra que ocorreu agora há pouco na Aliança Francesa, e pequenos detalhes que até então eu não sabia a respeito do processo por Québec.


TCFQ vale para substituir a entrevista?
Depende do dossiê do candidato/casal/família. Se a pontuação for bem extensa, o escritório pode sugerir a realização do TCFQ ao invés da entrevista. Você pode enviar o dossiê já com o TCFQ, mas se a pontuação não atingir o critério do escritório de imigração, será necessário realizar a entrevista de toda forma. Manda o dossiê sem realizar nenhuma prova e espera. Se o escritório pedir TCFQ, bem, se não, amém.

2 pós-graduações de 1 ano contam como 2 anos de estudo?
Não. É contada a pós-graduação de maior duração e relacionada a área de atuação atual. Lembrando que são poucos os casos em que são contados pontos por pós-graduação. Segundo o Mascle, apenas aquelas com pelo menos 500 horas.

Haverá alguma mudança crítica no processo de imigração dentro dos próximos 1 ano e meio?
Não. Se houver, será apenas revisão das profissões beneficiadas por ponto extra no processo de imigração.

Além destas informações, houveram outras que peguei no ar ao decorrer da palestra. Após a obtenção do CSQ, ele terá 1 ano de validade para dar entrada no processo federal. Isso eu não sabia, só tinha conhecimento da validade de 1 ano após os exames médicos para realização de landing. Isso facilita as coisas para nós, pois será necessário prolongar um pouco o processo antes da ida.

Ele citou ainda que o processo continua sendo um foco a longo prazo do Québec de aceitar imigrantes, e ouvi também ele dizer algo entorno de 2020. Será? rs... Tomara que eu já esteja por lá faz tempo nesse ano!

Creio que houveram mais informações bacanas, mas realmente me deu um branco. O Mascle me lembrou de um detalhe importante. Devo recolher todas as notas fiscais de minha empresa, pois trabalho como consultor pessoa jurídica, e devo enviar o contrato social da empresa junto com as notas fiscais da mesma para comprovar um determinado tempo de trabalho autônomo.

É isso. Abraços!

3 de novembro de 2010

Top List: Questões de entrevista de trabalho

Começo hoje uma série sobre dicas de trabalho no mercado canadense, trechos do livro Immigrating to Canada and Finding Employment, por Tariq Nadeem.

Este primeiro post da série é uma Top List de perguntas feitas em seleções de empregos freqüentemente pelos representantes de RH ou Gestores, onde as frases em negrito são as mais críticas e fatais em entrevistas. Vamos a lista:

1 - Conte um pouco sobre você.
2 - Quais são seus pontos fracos?
3 - Quais são seus pontos fortes?
4 - Onde você se imagina em 5 anos?
5 - Que experiência de trabalho lhe preparou para esta posição? (mentiras aqui é pular do 20º andar)
6 - Por que devo contratar você?
7 - Você se considera um solucionador de problemas? Me dê um exemplo.
8 - Por que deixou sua última posição profissional?
9 - Seu CV mostra que você andou por muitas empresas. Como posso ter certeza que você ficará conosco?
10 - Me diga um pouco sobre seu último supervisor.
11 - Descreva uma posição ideal pra você no trabalho.
12 - O que você gostou em seu último emprego?
13 - O que você não gostou em seu último emprego?
14 - Como você trabalha sob pressão?
15 - O que seria um chefe ideal pra você?
16 - O que você tem a nos oferecer que os outros não possuem?
17 - Que tipo de salário você procura?
18 - O que você ganhou em seu último trabalho?
19 - Quais foram suas responsabilidades e deveres?
20 - O que lhe motiva?
21 - Você se considera uma pessoa de sucesso?
22 - Qual foi seu salário em seu último posto?
23 - Que traços ou qualidades você admira nas pessoas?
24 - Quais são seus hobbies?
25 - O que você acha sobre realocação?
26 - Me conte um pouco sobre sua meta obtida de maior orgulho.
27 - Qual foi sua experiência educacional de mais significativa?
28 - Você pode me contar algo sobre nossa companhia?
29 - Como você iria agir em um cargo de alto estresse?
30 - Como você se sente com relação a trabalhos rotineiros?
31 - Que passos você tem dado para melhorar a si próprio?
32 - Você tem alguma meta pessoal que você ainda deseja obter?
33 - Me diga o que é necessário ser feito para manter um projeto organizado.
34 - Você já foi responsável por gerenciamento financeiro?
35 - Há um período em que você não trabalhou de acordo com seu CV. Poderia me contar um pouco sobre esse período e o que você fez durante ele?
36 - Você acha que pode ser interessante um contato nosso com seu mais recente ex-contratante (gestor)?
37 - O que você acha que pode ser o aspecto mais difícil neste cargo?
38 - Que talentos ou habilidades especiais você possui?
39 - Você possui alguma questão para mim? (geralmente ao final da entrevista, nunca diga que não possui perguntas, PERGUNTE!)

Note que, além de informações retiradas do livro, estas perguntas são baseadas em quem já está por lá. Quem também quiser nos ajudar concordando, descordando ou sugerindo, será sempre bem vindo!

Até o próximo da série!

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.