28 de junho de 2011

QuébecNews: Edição II

Apenas divulgando novamente algumas informações que imaginei serem interessantes que recebi à partir do boletim oficial do Bureau SP. E notem a "pequena" notícia que inicia o boletim. Ah sim, sem contar na informação que envolve TI em seguida, para me deixar mais feliz e esperançoso. :)

QuébecNews

Quando observo o calendário, constato que já estamos em junho de 2011 e, assim, chega ao fim meu mandato de diretora do Escritório de Imigração do Québec em São Paulo (BIQ), iniciado em 2008. Vim de Montreal em 2006 tendo como desafio promover o programa de imigração do Québec para trabalhadores qualificados no Brasil e no Mercosul. Ao longo desse período, pude acompanhar o significativo crescimento dos Certificados de Seleção do Québec (CSQ) emitidos para candidatos brasileiros: passamos de 700 em 2006 para 1.200 em 2010. 

Sem dúvida foi um período de muito trabalho, conquistas e alegrias. Despeço-me com sentimento de realização pessoal e profissional, por ter contribuído para a concretização dos sonhos de outros que escolheram o Québec como terra de oportunidades. Desejo a todos que planejam se estabelecer no Québec sucesso nessa nova fase de vida!

Boa leitura e à la prochaine
Soraia Tandel
Diretora do Escritório de Imigração do Québec em São Paulo

Formação
Talentos de Tecnologia da Informação na mira

Em alta, a área de Tecnologia da Informação apresenta promissoras perspectivas de trabalho no Québec. O setor é considerado estratégico no mercado de trabalho local e possibilita uma remuneração anual a partir de US$ 64 mil.

Atualmente, é possível encontrar vagas em projetos de pesquisa, empresas de consultoria, indústrias, redes varejistas, instituições bancárias, companhias de seguros etc. A jornada de trabalho é, em média, de 40 horas semanais, dependendo da empresa contratante.

Por meio de um dos processos de seleção mais rápidos do mundo, o programa de imigração do Québec procura trabalhadores qualificados nesse segmento. Os critérios de seleção incluem nível de escolaridade (tecnólogo ou universitário), diploma em TI, experiência profissional, preferencialmente até 35 anos de idade e conhecimento de francês. Famílias jovens com filhos são especialmente bem-vindas

Serviço
Currículo à la Québec

Na hora de buscar emprego, atenção para as peculiaridades do currículo quebequense. E não estamos falando só da redação em francês.  Se apresentar nossas qualificações já é tarefa complicada no Brasil, imagine fazê-lo em uma cultura diferente. Confira as dicas para a elaboração de um bom currículo:

•    Se o currículo tiver mais de uma página, incluir um cabeçalho com nome em todas as páginas
•    Habitualmente, não são colocadas informações pessoais (sexo, estado civil, nacionalidade, religião etc.)
•    Fotografia também não deve ser anexada
•    A descrição das experiências profissionais deve começar pela mais recente. Cargos, funções exercidas e os resultados devem ser detalhados. Sugestão: utilize um vocabulário simples, focando em verbos de ação (analisar, coordenar etc.)
•    Não use abreviaturas ou siglas, sem exceção 
•    Indique seu grau de formação de acordo com o sistema escolar de Québec

Fonte: Escritório de Imigração do Québec em São Paulo

14 de junho de 2011

Preocupações e novas readequações

O tempo passa rápido e ao mesmo tempo lentamente. É esta a sensação de quando estamos correndo contra o tempo fazendo um mundo de coisas paralelamente. Achamos que o tempo está passando devagar demais, mas quando olhamos pra trás, nem acreditamos no tanto que fizemos. É assim que as coisas caminham pra muitos dos sonhadores e aspirantes à imigração!

O semestre está acabando, as horas de francês e inglês quase que dobraram devido aos intensivos, minha pós felizmente está chegando ao fim, e o tempo fica cada vez mais curto pra conciliar tudo. Estou indo bem no inglês, e acho que conseguirei terminá-lo sem problemas no fim do ano como eu esperava. Já com o francês, infelizmente não gostei deste semestre que passou. Não vou dizer que o problema foi meu, ou do método, ou do professor, pois é injusto julgar neste caso apesar dos pesares, mas sei que estou muito perdido para manter-me em um método intensivo semestral de francês daqui pra frente. Este foi um dos níveis mais importantes e difíceis da AF, e acabei não entendendo o necessário para ter um bom desempenho e continuar evoluindo a língua rapidamente em um curso intensivo semestral. Ainda não realizei as provas finais, e mesmo imaginando que irei passar de toda forma, não estou tranquilo comigo mesmo com relação ao real conhecimento do que aprendi neste semestre.

Sendo assim, novas adequações irão ocorrer... Deixarei de fazer aulas de segunda a quinta na AF, e irei retornar ao curso regular de 2x na semana. Para ocupar os dois dias vagos que irei deixar, farei um curso de francês voltado para conversação, também 2x na semana. Essa foi a forma que encontrei de revisar e rever tudo, melhorar minha capacidade de conversação e escrita. Terei as mesmas horas esperadas no fim das contas visando o processo, e espero que seja a melhor escolha, tanto para desenvolvimento da língua pessoalmente, quanto para a imigração em si e o processo.

E de toda forma, como ainda teremos bastante tempo pela frente, posso tomar um rumo focando na qualidade da língua, e não nas horas de francês cursadas, que acho que no fim das contas é o que mais importa.

No mais, é interessante acompanhar os processos de amigos blogueiros. Alguns deles chegaram na terrinha quando iniciamos o blog, alguns deram entrada no processo também na mesma época, alguns deles estão recebendo vistos, outros pedidos de exames, outros CSQ pelos correios (show Lídia e Rafa!!). Novamente caimos na realidade do tempo. Muita coisa acontece que nem nos damos conta, mas ficamos felizes que no fim das contas, tudo termina bem pra todo mundo!

Vamos em frente então!

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.